sábado, 27 de maio de 2017

{ fale!, existe alguém que anseia te ouvir!

Olá, amores! Os dias chuvosos chegaram e, com eles, aquela vontadinha de um combo delicioso que sei que vocês também adoram: cobertas, bebida quentinha e seriado. Ontem à noite eu me dediquei à colocar 13 reasons why em dia e, o que era pra ser apenas um episódio antes da leitura para dormir, acabou se tornando quase uma maratonagem para assistir até o último segundo da série. Quando acabou, eu estava coberta em lágrimas, de coração apertado e cabeça a mil. Não é como a grande maioria dos seriados/filmes/livros que curto assistir e ler: não se trata de fantasia, se trata de algo tão real e tangível quanto eu e você.

O sentimento solidão, mesmo estando rodeado de pessoas - e pessoas que o amam - tem-se mostrado cada vez mais comum. Talvez porque hoje muitos dos relacionamentos sejam praticamente banais. Você não é amigo do seu chefe ou do seu colega, ele é apenas seu chefe ou seu colega, e fim. A pessoa que sorriu para você na festa não necessariamente o conhece ou o achou uma pessoa bacana e adoraria tê-lo na sua vida, ela provavelmente só quer adicioná-lo às redes sociais antes que a noite acabe. Seus amigos, sua família, eles têm pressa, e a culpa não é exclusivamente deles: o mundo os exige isso e às vezes nos falta senso ou tempo de perceber que tudo que você precisa é um abraço.

A vida pode ser sufocante. Ela certamente não é fácil, mas às vezes isso pode ultrapassar os limites do que achamos possível tolerar. E as coisas vão se tornando sem graça, sem cor, sem sabor, e mesmo os momentos felizes não são suficientes para cobrir o buraco que fica na alma, a luz que entra não é suficiente para iluminar seu ser inteiro. Ainda assim é luz. E é o que falta para a percepção de quem o rodeia.

Por isso não se permita fazer isso sozinho, não tem porquê. Não é porque seus pais, sua família, seus amigos, as pessoas mais próximas não percebem que elas não se importam. Elas se importam! Elas o amam! Elas querem ouvi-lo, saber onde erraram em não notar e como podem consertar seus erros, como podem fazer seu ser vir à luz novamente. Não tenha medo de expressar o que sente, de contar o que se passa em sua vida. Sempre existe alguém disposto a ouvi-lo, a abraçá-lo fortemente e a não deixá-lo passar por qualquer coisa que seja sozinho.

Eu também estou aqui. E eu não sou a única.


2 comentários:

  1. Oieee!
    Vim retribuir sua visita lá no blog
    Gratidão!
    Verdade...o Dr. Dráuzio Varella inclusive diz que ficar engolindo o que sente acaba nos matando...
    É preciso falar e é preciso ser sensível para perceber quando alguém não consegue fazer isso tb...

    Bju no seu coração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho, lindona! Verdade, temos de estar aqui pelos que amamos assim como eles estão por nós, reciprocidade sempre ❤️

      Beijos!

      Excluir